fbpx
Mediante a necessidade de cumprir as Diretrizes Curriculares dos Cursos de Graduação em Ensino Superior. A Faculdade Santa Maria preocupada em atender os perfis dos egressos na sociedade contemporânea, se propõe ofertar o curso de lato sensu em Docência no Ensino Superior. Essa demanda surgi da necessidade de qualificar bacharéis para trabalhar na academia, sobretudo com a expansão de cursos na Faculdade Santa Maria em diversas áreas do saber. Nesse cenário, encontram-se alguns profissionais que atuam no Ensino Superior, visto que sua formação não discute estratégias pedagógicas.Antes, o entendimento para a docência era “quem sabe o conteúdo é capaz de transmiti-lo”.  A partir de 1965 com a criação dos cursos de pós-graduação no Brasil, o lato sensu e stricto sensu, agregam valores profissionais sendo o último direcionado a qualificação para a docência no Ensino Superior e o lato sensu no âmbito técnico-científico. Com a LDB nº9394/96 (BRASIL, 1996), no artigo 66 preconiza a preparação para o exercício do magistério far-se-á em nível de pós-graduação em stricto sensu, nos programas de mestrado e doutorado. Entretanto, na realidade as discussões política-pedagógicas nos programas de mestrado e doutorado já não atendem mais as exigências do ensino atual, bem como, as avaliações externas (MEC) dos cursos e o perfil do egresso, ocorre uma reconfiguração na docência de saberes inovadores, metodologias de elaboração e reflexão sobre o conhecimento, considerando que a tecnologia, favorece ao conhecimento volátil e dinâmico, desse modoo ensinar está pautado no aprender.Considerando a nova sistematização do Ensino Superior, como, o ingresso dos estudantes pelo ENEM/FIES e o ENADE, o que provocou mudanças nas políticas e práticas das instituições, no sentido de buscar uma equipe de docente qualificado, para tanto, oportunizam estudos permanente e continuado para a formação didático-pedagógica.A intenção do curso de pós-graduação de Docência em Ensino Superior é instigar às demandas atuais, de forma atender as inovações e corresponder a filosofia do aprender a aprender, contribuindo para o aperfeiçoamento da prática docente, uma vez que na docência têm diferentes papéis nas atividades acadêmicas. Essa discussão ancora-se no autor Wenger (2001) que designou para a aprendizagem social como Comunidades de Prática (CoP). Este autor repensa as teorias da aprendizagem no final dos anos 1990 e propõe uma forma de organização capaz de ativar o compartilhamento do conhecimento, estimular a aprendizagem e promover a disseminação de melhores práticas, incentivando novas abordagens para a solução de problemas. Tal perspectiva, coloca em foco a interação social como um componente crítico do aprendizado situacional, por meio do engajamento em um coletivo.A proposta metodológica desse curso está pautadona interação entre a área de educação e as áreas específicas de estudos de cada docente, de modo que este possa desenvolver competências e habilidades na docência no âmbito do ensino, pesquisa e extensão. Aprofundando a análise do conceito de competência, destacamos Paranhos e Mendes (2010) quando a descrevem como “habilidade para mobilizar diferentes capacidades para enfrentar as situações da prática profissional”. A competência combinaria atributos, habilidades e atitudes. Os atributos correspondem ao domínio cognitivo (saber), as habilidades correspondem ao domínio psicomotor (saber fazer) e as atitudes correspondem ao domínio afetivo (saber ser e conviver). Nesse sentido, competência é entendida como sendo a mobilização de diferentes recursos para solucionar, com pertinência e sucesso, problemas da prática profissional, em diferentes contextos. Esses recursos ou atributos são as capacidades cognitivas, atitudinais e psicomotoras mobilizadas, de modo integrado, para a realização de ações profissionais. Assim, haverá a integração contínua e dinâmica entre todas as atividades individuais e colaborativas em ambientes presenciais e virtual.Neste cenário, as atividades vão se desenvolvendo à luz dos objetivos propostos rompendo com a linearidade tradicional e proporcionando aos cursistas que alternem seu papel ao longo do curso: como aprendizes da docência, se atualizando, desenvolvendo habilidades e competências, e como professores em exercício, aplicando em situações práticas sua aprendizagem. PÚBLICO-ALVO Profissionais graduados (Multidisciplinar)

 

MAIS INFORMAÇÕES

Horário: Integral (Sábados e Domingos)

Semestres: 4

Carga Horária: 390

 

NOVIDADES

 

MATRIZ

 

 

Prática Docente e Estratégia Pedagógica
Metodos e técnicas de pesquisa /Trabalho de Conclusão de Curso I – Elaboração
Metodologia do Ensino e da Pesquisa
Os Fenômenos do Desenvolvimento Humano: Desafios da Docência
Tecnicas de Dinâmicas de Grupo
Docência Articulada com as Tessituras Sociais: Pesquisa e Extensão
Políticas de Inclusão no Ensino Superior
Práticas Docentes em Ambiente Educação à Distância
Projeto Pedagógico e Currículo no Ensino Superior
Relação ensino, serviço e reorientação profissional
Filosofia e Ética na Educação Superior
Trabalho de Conclusão de Curso II

 

Importante: A FSM utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.